domingo, 27 de maio de 2018

POR UMA TEORIA CRISTÃ DA EDUCAÇÃO PARTE 4 = SOBRE A "INCLUSÃO" DE CRIANÇAS COM "DEFICIÊNCIAS MENTAIS"



TRATADO REFORMADO SOBRE A DOUTRINA DA TRINDADE



DA DOUTRINA DA TRINDADE

Este tratado consiste em um conjunto de artigos (sempre em andamento de produção provavelmente até minha morte ou retorno de Cristo) sobre a principal Doutrina da Fé Cristã (A Doutrina da Trindade). Será possível acessar os artigos (que são os subcapítulos) desta obra clicando nos links com os títulos de artigos. Além disso, os artigos estão distribuídos em 5 tópicos (i) Definição da Doutrina; (ii) Bases Bíblicas da Doutrina da Trindade; (iii) A Doutrina da Trindade na História da Igreja (iv) Conceitos Sistemáticos Básicos da Doutrina da Trindade; (v) Trindade Filosófica; (vi) implicações práticas da doutrina da Trindade e (vii) refutação das heresias antitrinitárias. Se há algum erro nesses artigos, que Deus me perdoe e que sua graça me guie a corrigir meus erros de concepção a respeito do ser de Deus, sua unidade e Trindade.

sábado, 26 de maio de 2018

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA PARTE 19 = LEIS FUNDAMENTAIS DO PENSAMENTO RACIONAL


       A Confissão de Fé de Westminster é clara em dizer que a Fé cristã é lógica (1.6). A Revelação de Deus na Bíblia e na natureza é racional. Tudo o que discorda das leis da lógica é necessariamente falso. A Bíblia é um livro perfeitamente racional que obedece às leis da lógica, assim devemos concluir uma Filosofia a partir das Escrituras obedecendo as leis fundamentais do pensamento racional.

SER E TEMPO COMENTADO PARTE 6 = ANÁLISE DO SER COTIDIANO DO 'DA' DE DA-SEIN



           Para Heidegger, cada um de nós se perde no dia-a-dia. Meu trabalho me consome, tem a família, a escola, a igreja, enfim, tanta coisa que não paramos para pensar em nós mesmos. Heidegger chama isso de um viver impessoal e dedica a seção “Análise do Ser Cotidiano do ‘Da’ do Da-Sein”, para tratar essa questão.

SER E TEMPO COMENTADO PARTE 5 = CUIDADO E PRESSUPOSICIONALISMO



         Heideggger já disse que o Da-Sein é ser-no-mundo e já falou que o Da-Sein se relaciona tanto com outros seres que também são Da-Sein (tem intencionalidade) quanto com entes-a-mão, que não tem intencionalidade, como a caneta e o computador. O que ele vai discutir agora é a relação do Dasein com outros Dasein, o que Heidegger chama de ser-com-outros.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

SER E TEMPO COMENTADO PARTE 4 = CARACTERIZAÇÃO INICIAL DO DA-SEIN




       O Dasein é, por assim dizer, o EU SOU. O Eu Sou existe por si mesmo, por isso se pode dizer que o Dasein é EU SOU O QUE SOU, SER É SER. Dizemos sobre as coisas que a essência vem antes da existência. Primeiro a semente tem a essência para ser uma árvore, então o tempo, o depois, faz com que o que era uma semente exista como uma árvore. Primeiro, a semente tem a essência ou potência para se tornar (existir como) uma árvore.

SER E TEMPO COMENTADO PARTE 3 = MÉTODO DE INVESTIGAÇÃO DA QUESTÃO DO SER


  
     Heidegger já deixou claro que a pergunta que ele está preocupado em descobrir a resposta é “O que é o Ser?”. O método é o “caminho” que Heidegger vai percorrer para tentar descobrir a resposta. O método que Heidegger pretende usar é o método fenomenológico. A palavra Fenomenologia significa o discurso que ao falar sobre algo deixa e faz ver aquilo que se revela que é o fenômeno. O fenômeno é aquilo que se mostra em si mesmo, este é o Ser. A ideia é que usando o método Fenomenológico o Ser vai “se revelar” a Heidegger, assim como o Eu Sou se “revelou” ou “apareceu” a Moisés na sarça ardente.

A DOUTRINA CALVINISTA DA SALVAÇÃO (TULIP) POR BRUNO SUNKEY E FRANCISCO TOURINHO



      O objetivo deste artigo é apresentar de maneira breve e simples a doutrina de salvação da Teologia Calvinista. Os calvinistas creem que (1) o Homem é totalmente ou radicalmente depravado; (2) Que a Eleição de Deus, embora não seja arbitrária, é incondicional; (3) que Cristo morreu para salvar somente os eleitos e nesse sentido a expiação é limitada; (4) Que a regeneração é resultado da ação de uma graça irresistível, mas que não força, nem viola a vontade humana e (5) que é impossível perder a salvação, que uma vez salvo o santo perseverará na fé até o fim da vida. Dedicaremos este artigo para falar de cada um deste pontos, para isso contei com a ajuda de Francisco Tourinho que aceitou escrever este artigo comigo e cujas contribuições teológicas foram essenciais para o artigo:

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA PARTE 18 = DA INTERSUBJETIVIDADE TRANSCENDENTAL DA TRINDADE COMO FUNDAMENTO DA INTENCIONALIDADE NOÉTICO-NOEMÁTICA



      A ideia de intencionalidade é antiga, já aparece sugerida em Aristóteles, é aplicada à consciência por Agostinho e ao objeto representado por Franz Brentano. Estamos colocando a Trindade Intersubjetiva como fundamento para a ideia de intencionalidade.

SER E TEMPO COMENTADO PARTE 2 = COLOCAÇÃO DA QUESTÃO DO SER


Conceito de Ser


       Para Heidegger a questão mais importante da Filosofia é “O que é o Ser?”. Existem dois tipos de resposta à essa pergunta na Filosofia Tradicional. A primeira é o Substancialismo que diz que o “ser” é uma “essência”, é aquilo que faz as coisas serem o que elas são. Eu, Bruno, sou humano. Humanidade é minha essência, o meu “Ser”, aquilo que me faz ser-humano. Essa é minha identidade, por isso o Substancialismo também pode ser chamado de Filosofia da Identidade. Seu principal representante é Parmênides. Uma outra linha é a chamada Relativismo, ela diz que não existe uma “essência” ou “ser” imutável, mas que tudo passa, tudo muda, tudo se transforma, tudo é vir-a-ser, tudo é movimento de Ser. Essa linha diz que tudo é relativo e pode ser chamada de Filosofia da Diferença, seu principal representante é Heráclito.

SER E TEMPO COMENTADO PARTE I = CONTEXTO FILOSÓFICO


   
    O objetivo desta série de artigos é fazer comentários à obra Ser e Tempo de Martin Heidegger partindo de um ponto de vista cristão, avaliando seu pensamento a partir da Cosmovisão calvinista. Este artigo fará apenas delimitar o contexto filosófico que influenciou o pensamento de Heidegger, que é a Fenomenologia de Edmund Husserl, a Filosofia Escolástica e a Filosofia Hermenêutica de Dilthey. Isso servirá de introdução para os próximos artigos que servirão de comentário da obra Ser e Tempo. 

ACONSELHAMENTO NOUTÉTICO PARTE 5 = PROBLEMAS SEXUAIS



Este é o último artigo na tentativa de resumir num "guia prático" em 5 artigos as principais orientações de Jay Adams presentes no Manual do Conselheiro Cristão. Este artigo tratará da masturbação, dos problemas sexuais no casamento. Como disse, eu escrevo a partir do que li, antes do que da experiência, por isso, críticas são bem-vindas. 

ACONSELHAMENTO NOUTÉTICO PARTE 4 = COMO ACONSELHAR PESSOAS DEPRIMIDAS?

       Já considerei que depressão sem base orgânica é pecado, e não doença (aqui). Se for o caso de você, como conselheiro cristão, aconselhar alguém deprimido, cujo problema não seja de origem orgânica, segue algumas orientações práticas de como fazê-lo:

ACONSELHAMENTO NOUTÉTICO PARTE 3 = PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO


       Este artigo tratará dos problemas de relacionamento. Será incluído também discussões relacionadas à ira, inveja e questões familiares de relacionamento. Este artigo foi escrito seguindo de maneira geral o que é apresentado por Jay Adams no manual do conselheiro cristão.

ACONSELHAMENTO NOUTÉTICO PARTE 2 = PROBLEMAS ESCOLARES




  
      O objetivo deste artigo é discutir a questão dos problemas escolares a partir da perspectiva do Aconselhamento Noutético tomando por base o Manual do Conselheiro Cristão elaborado por Jay Adams. Neste caso pensaremos como um educador cristão pode aconselhar seus alunos, o ideal era que a educação estivesse na mão dos pais no estilo, talvez, num estilo homeschooling. Não sendo este o caso, este artigo se direciona mais ao educador (professor) cristãos que aos pais.

ACONSELHAMENTO NOUTÉTICO PARTE 1 = PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ACONSELHAMENTO BÍBLICO



Esta série de artigos consistirá em 5 artigos sobre Aconselhamento Bíblico baseado no Manual do Conselheiro Cristão de Jay Adams. O primeiro artigo (este) tratará sobre os Princípios Básicos de Aconselhamento Bíblico para lidar com Qualquer Caso. Os próximos artigos se concentrarão em problemas específicos, são eles: (2) problemas escolares, (3) problemas de relacionamento; (4) Depressão; (5) Problemas Sexuais. Eu sou uma pessoa que escreve a partir da leitura de livros de aconselhamento, antes do que da prática, assim a crítica de irmãos que tem experiência na área é bem-vinda.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

REFUTANDO MARX PARTE 2 = A OBJETIVAÇÃO DO VALOR-USO DA MERCADORIA




       Karl Marx inicia sua obra O Capital com sua teoria objetivista do valor que é a raiz de todos os males de sua teoria. Segundo ele, o que determina o valor de uma mercadoria é a matéria. O material do qual é produzida, madeira, ouro, cobre, etc, define seu valor-uso. valor-uso inclui por assim dizer a "matéria-prima" da força do trabalhador, assim o valor de uma mercadoria é medida pela força de trabalho do proletário que foi gasta para produzir determinado produto: 

EXEGESE EM ROMANOS 13.1-5 = DOS DEVERES DO ESTADO



      O objetivo deste texto é fazer uma exegese de Romanos 13 a fim de pensar numa visão bíblica de política. Diante de tantas propostas políticas que vão desde o anarquismo até o socialismo, desde o comunismo até a teonomia, precisamos saber o que os dados bíblicos nos fornecem. É dever do cristão calvinista a defesa dos deveres e direitos políticos. Abraham Kuyper escreveu:

ÉTICA CRISTÃ E GREVE DOS TRABALHADORES



    
   O objetivo deste artigo é dizer de maneira clara e inequívoca que fazer greve é pecado. A menos que por impossibilidade, um cristão não pode fazer greve. A Bíblia é clara em admitir submissão do empregado ao empregador. O cristão trabalha para Deus, não para ter salários altos ou qualidade de vida. Quando faz greve, o cristão deixa claro que não está trabalhando para Deus, mas para si mesmo. E isso é pecado. Fazer greve é pecado.

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA XVII: DAS CATEGORIAS DE INTERPRETAÇÃO E A FENOMENOLOGIA DA TRINDADE



       Já observei que a epokhé coloca a Intersubjetividade Transcendental da Trindade Imanente como ponto de partida da reflexão filosófica. A Trindade Imanente que tem Deus Pai por princípio da Divindade é a Trindade oculta, o axioma velado ou o fundamento-fundo de toda fenomenologia do mundo. A Trindade Econômica, por sua vez, tem o Logos revelado e desvelado como centro. A manifestação cristocêntrica do Logos é a fenomenologia da Trindade. Como a Trindade, além de una, por ser uma só Substância, é múltipla por ser Três Pessoas, o Universo é multifacetado.

UM ESTUDO DA PSICOLOGIA BÍBLICA XXII: O QUE É O HOMEM?

Rousas Rushdoony

     A questão “O que é o homem?” é tanto levantada pela Escritura quanto respondida na pessoa, obra e ressurreição de Jesus Cristo. O salmo 8, que levanta a questão, é um salmo messiânico segundo testemunha as Escrituras.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA XVI = DA DESTRUIÇÃO RADICAL OPERADA PELA EPOKHÉ





     Tendo estabelecidos alguns princípios e ideias a priori sem as quais é impossível filosofar de maneira rigorosa. Necessário será detalharmos o método ou a fase do método na qual estamos. Reproduzirei o que coloquei sobre o primeiro passo do método no artigo sobre o Método:

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA XV: DAS TRÊS IDEIAS TRANSCENDENTAIS DO BOM, DO BELO E DA VERDADE



   
     A Ideia de perfeição se manifesta em três ideias transcendentais: o Belo, o Bom e a Verdade e esses três são Um. A doutrina da Trindade é essencial para pensar numa Filosofia Calvinista Transcendental. Não existe, para o calvinista, a hipótese de um deus-enganador que nos guarda numa matrix de ilusão, o que existe é o Deus perfeito que criou o Universo e que não mente.

MISSIOLOGIA REFORMADA



        Este artigo foi escrito em conjunto com um irmão e amigo de Luanda na Angola. Suas contribuições teológicas para este artigo foram de grande relevância. Agradeço a David Prata por ter se disposto a contribuir para que nós, reformados, tanto aqui no Brasil, quanto na Angola, possamos pensar e viver missiologia como um calvinista deve viver.

REFUTANDO AS SEITAS PARTE 5 = IGREJA MÓRMON (SUD)





      As Testemunhas de Jeová , Adventistas do Sétimo Dia e mórmons formam o que chamamos de a “tríade de seitas para-evangélicas” (TAM). Já observei que qualquer religião que negue pelo menos uma destas doutrinas (Salvação pela graça somente, Trindade e Bíblia como Palavra de Deus – SBT) é uma seita ou religião falsa. Já refutei as seguintes seitas:

terça-feira, 22 de maio de 2018

ÉTICA CRISTÃ E O PROBLEMA ÁLCOOL E DROGAS



O uso de substâncias químicas que produzam algum tipo de alteração no humor, nas percepções, na consciência e nas sensações é praticamente um fenômeno historicamente universal. A humanidade, desde sua origem sempre fez uso de drogas, e é razoável presumir que possivelmente não existirá uma sociedade sem drogas, a exceção da Igreja no Paraíso Final (Apocalipse 21). 

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA XIV = DO PRINCÍPIO DA SINCRONICIDADE DO UNIVERSO


       


      Quando Jó sofria e questionava a Deus pela razão de seu sofrimento, Deus fez um longo discurso sobre Seu minucioso cuidado de cada detalhe da realidade (Jó 38 e 39). Jó não questionaria a Deus se soubesse que seu sofrimento era uma minúscula parte de um quadro muito maior da existência no qual Deus está trabalhando neste exato momento e do qual o sofrimento de Jó era uma das tintas e o próprio Satanás, um pincel nas mãos de Deus.

UM CONTRASTE ENTRE A COSMOVISÃO CRISTÃ E A COSMOVISÃO SECULAR




       Cosmovisão é um conjunto de significados, teorias, narrativas e pressuposições que cada pessoa adota e que orienta o modo como ela vive no mundo. No final das contas, só existem duas grandes cosmovisões: a Cosmovisão cristã e a Cosmovisão secular (anticristã). Além disso, toda Cosmovisão responde a três perguntas básicas “De onde viemos?”; “Como devemos viver hoje?” e “Para onde vamos?” Mostrarei a resposta que cada uma das duas Cosmovisões dá a essas questões.

POR UMA TEORIA CRISTÃ DA EDUCAÇÃO PARTE III = DO MÉTODO MAIÊUTICO




   

       O método maiêutico pode ter diferentes significados. Este texto está chamando de método maiêutico aquele que serve para “induzir (levar) a pessoa a intuir as verdades da consciência”. A Fé Reformada diz que Deus gravou o conhecimento verdadeiro no coração de todo homem. As verdades mais puras sobre Deus e a realidade já estão dentro de nós escritas pelo próprio Senhor no nosso interior. Para o calvinista, a verdade habita no coração do homem.

DICIONÁRIO PARA INTERPRETAR APOCALIPSE (AMILENISMO HISTORICISTA)


POR UMA TEORIA CRISTÃ DA ECONOMIA PARTE III= ÉTICA CALVINISTA DO TRABALHO



      O objetivo deste artigo é falar um pouco da dinâmica do comportamento do consumidor, dar uma ilustração de logística de mercado e discutir Ética Financeira a partir de uma Cosmovisão Cristã. Já observei que para o Cristianismo deve haver uma separação entre Estado e Economia, assim como deve haver uma separação entre Estado e Igreja e que o valor de uma mercadoria é determinando subjetivamente o que reflete o fato de termos sido criados seres subjetivos e interpessoais como reflexo da Trindade.

sábado, 19 de maio de 2018

COMO O CRISTÃO DEVE VER O FENÔMENO DO SONHO?


   O objetivo deste artigo é pensar numa visão reformada sobre o fenômeno dos sonhos. Os reformados dizem que nada é por acaso, os sonhos, portanto, como parte do Universo governado por Deus também não podem ser por acaso. É importante colocar, desde o princípio, que sonhos enquanto visões revelacionais não existem mais, pois a revelação especial cessou com o fim da morte do apóstolo João (Hebreus 1.1-2; Apocalipse 22.18-19). Mas, enquanto parte da providência ordináriaos sonhos ainda têm um significado e uma função. 

sexta-feira, 18 de maio de 2018

FUNÇÕES MATEMÁTICAS COMO ANALOGIA DA TRINDADE


     O número é uma linguagem analógica da Trindade que é 3 em 1 como expliquei aqui. Para entender o que é linguagem analógica (clique aqui) e para entender a relação entre Trindade e Matemática (clique aqui). Saber disso nos ajudará a aprender mais algumas regras da matemática e sua relação com Deus. Uma Matemática Pura é uma Matemática que tem Deus como ponto de referência. A forma mais pura de matemática não é aquela que despreza toda subjetividade, mas a que tem Deus por Sujeito de todas as suas elucubrações. 

POR UMA TEORIA CRISTÃ DE EDUCAÇÃO PARTE II = CONTRA A ESCOLA DE EDUCAÇÃO CRÍTICA


         Hoje, a visão de Educação que domina as escolas brasileiras é a Escola Crítica ou Educação Libertária que tem influências de Paulo Freire, Anthony Gramsci, Theodore Adorno, Luria, Vygotsky e outros. Essa corrente de Educação é anticristã e deve ser combatida. 

TEOLOGIA DA MATEMÁTICA = O QUE É O NÚMERO?



     O objetivo deste artigo é pensar no Número da Matemática de uma perspectiva cristã. Toda Matemática teo-referente deve ter como fundamento último a unidade una e a diversidade múltipla da Trindade, o 3 em 1. Deus pode ser representado tanto como 1 (Pai) + 1 (Filho) + 1 (Espírito) = 3 (Pessoas) como quanto 1 (Pai) X 1 (Filho) X 1 (Espírito) = 1 (Deus). Temos aí adição e multiplicação e por inversão subtração e divisão. Portanto, tendo a Trindade por base chegamos às quatro operações matemáticas básicas. 

quinta-feira, 17 de maio de 2018

ENSAIO INICIAL POR UMA TEOLOGIA DO CORPO



       O objetivo deste ensaio é pensar em uma Teologia do Corpo. O corpo precisa ser visto não como um amontoado de células, nem como uma máquina, nem como inferior à alma ou como propriedade do sujeito, mas como constituinte ontológico da natureza humana. Assim como o homem é alma, o homem é corpo. E isso precisa ser deixado claro. Além disso, o corpo, como parte do Homem, também carrega a Imago Dei, não no sentido de que Deus tenha corpo, pois é Puro Espírito, mas no sentido de que o corpo humano carrega as digitais da Inteligência e Beleza do Criador. Por fim, uma Teologia do corpo precisa considerar o corpo multifacetado (biológico, histórico, social, etc.). Este é apenas um ensaio para futuros desenvolvimentos, por isso é simples e não minucioso.

POR UMA TEORIA CRISTÃ DE EDUCAÇÃO PARTE I = ETAPAS DA APRENDIZAGEM




            O objetivo desta série é tentar pensar em uma teoria de Educação, lançando reflexões bases para pensar no assunto. Parece correto concluir que Educação não é uma função do Estado, na Bíblia, a Educação deveria ser papel da família (homeschooling –Deuteronômio 6.7). O modelo bíblico ideal é que a Educação seja função da Família. No entanto, na nossa sociedade capitalista, parece haver um espaço legítimo para que a educação se torne uma função econômica e não só busca da verdade, mas também um preparo para a atuação no mercado de trabalho. No entanto, o ideal bíblico ainda continua sendo a educação familiar. Há quem defenda que existiam ‘escolas dos profetas’ nos tempos monárquicos de Israel (2 Reis 6.1-7), daí pode ser que haja bases bíblicas para uma educação pública no modelo de escolas organizadas. Talvez crianças menores (até uns 7 anos de idade) devessem receber educação familiar e depois uma educação conjunta escola-família.

POR UMA ARTE LEGITIMAMENTE CRISTÃ



          Quando olhamos para uma obra de arte, olhamos para as partes que compõem o todo ou para a coisa em si? Se vejo uma pintura, vejo a pintura em si ou as partes da pintura. Se minha resposta é a segunda minha experiência artística é inautêntica. É fragmentada. Não posso querer ver só uma mulher na Monalisa, nem mesmo números tentando achar a sequência de Fibonacci em sua face, nem tentar desvendar os mistérios da paisagem de fundo, nem o motivo do braço cruzado, nenhum fragmento é arte. É necessário deixar o Belo desvelar em si mesmo e por si mesmo na circunvisão, no espaço de abertura da contemplação da imagem.

APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE VI = NOVOS CÉUS E NOVA TERRA


      Este é o último artigo sobre o livro do Apocalipse. O livro do Apocalipse descreve a História da Igreja e do Universo do ano 34 d.C. (início dos últimos dias) até o Estado Eterno no paraíso restaurado. Para facilitar a compreensão fiz uma ilustração e tentarei recapitular brevemente a História narrada no livro do Apocalipse. 

APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE V = O ARMAGEDOM


         O Armagedom será a Guerra Final entre Jesus e Seus exércitos de anjos e o anticristo e suas miríades de ímpios. Naquele Dia, a Igreja será tirada da Terra e assistirá a Guerra dos ares. Não se fará mal, nem dano algum à Igreja que tudo assistirá como uma multidão alegre cantando louvores a Deus no meio do Céu.  

quarta-feira, 16 de maio de 2018

DOS PECADOS SEXUAIS V - DO SEXO NÃO - REPRODUTIVO


      

   
       O objetivo deste último artigo é trazer uma discussão polêmica. Sexo sem fim de reprodução é pecado? O sexo, para um cristão deve envolver basicamente duas coisas:

POR UMA MATEMÁTICA PURA E TEO-REFERENTE


         A Matemática para ser Matemática Pura precisa ser teo-referente, precisa ter Deus por analogia, princípio e fim de sua abstração. Foi Deus quem criou a Matemática, e se Deus é Um em Três e Três em Um, fez a Matemática para simbolizar sua triunidade, portanto, toda Matemática Pura deve ser Matemática tri-unitária. Aqui, nestas reflexões incluirei tanto a geometria quanto a aritmética.

APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE IV = O PAPADO É O ANTICRISTO


  O Anticristo é o papado. Isso é dito claramente pela Teologia Reformada em seus símbolos de fé. E essa é a Fé Histórica da Igreja (fonte):




APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE III = A ESPOSA DO CORDEIRO E A GRANDE MERETRIZ


       
       Há duas mulheres no Apocalipse. Uma simboliza a Igreja da Aliança, a Igreja Verdadeira que tem sua maior expressão na Igreja agostiniana-reformada. Ela é representada por uma mulher vestida de Sol perseguida por Satanás. A segunda é representada por uma Grande Meretriz ou Prostituta. Ela é a Igreja adúltera, a Cristandade apóstata que tem sua maior expressão na Igreja Católica Apostólica Romana. Ela é descrita como uma Grande Prostituta em Apocalipse 17.

terça-feira, 15 de maio de 2018

APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE II = AS SETE TROMBETAS


    

   
 Já falamos das 7 Igrejas, agora falaremos das 7 trombetas. O juízo de Deus sobre o mundo é simbolizado pelos sete cavaleiros e pelos sete selos do Apocalipse. Todos os terremotos, tsunamis, maremotos, calamidades e coisas ruins que acontecem no mundo são sinais de que vivemos nos últimos dias que teve início em 34 d. C. quando Cristo se tornou Rei no Céu após sua ascensão, aprisionou Satanás e deu início ao período simbólico que o Apocalipse chama de Milênio. Esse período é marcado pela expansão do Evangelho aos gentios antes impedida por Satanás. Os cavaleiros e os selos do apocalipse simbolizam esse tempo. Jesus mesmo disse o que aconteceria nele:

POR UMA TEORIA CRISTÃ DA ECONOMIA PARTE II= CAPITALISMO - LIBERDADE E SUBJETIVIDADE



    “A burguesia durante seu domínio, apenas secular, criou forças produtivas mais poderosas e colossais do que todas as gerações em conjunto. A subordinação das forças da natureza ao homem, a maquinaria, a aplicação da química na indústria e na agricultura, a navegação a vapor, as vias férreas, os telégrafos elétricos, a exploração de continentes inteiros para fins de cultivo, a canalização de rios, populações inteiras brotadas da terra como por encanto – que século anterior poderia prever que essas forças produtivas estivessem adormecidas no seio do trabalho social?” - Manifesto Comunista1

APOCALIPSE INTERPRETADO PARTE I = AS SETE IGREJAS


  
       O objetivo desta série de artigos é tentar pensar em uma interpretação reformada, historicista, amilenista e aliancista do livro de Apocalipse.  Creio que em breve haverá um progresso pra um breve período de paz seguido por um período de Grande Tribulação e terríveis calamidades. O Apocalipse deve ser lido como a Narrativa da História da Igreja da Aliança no mundo criado por Deus, por isso, sua interpretação deve ser histórico-aliancista.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

POR UMA FILOSOFIA CALVINISTA XIII ESTÉTICA BIOLÓGICA ESPAÇO-TEMPORAL


        

  
      Este artigo pretende pensar uma Estética da Biologia. O mundo fisiológico-biológico é criação de Deus, o nosso Senhor, ele trouxe toda variedade de vida à existência. Ele que é a Vida gerou as vidas, Ele que é Um Só trouxe todas as espécies de vida ao mundo, Ele que é Três em Um encheu a Terra com a Beleza de sua Santidade, a Luz de sua verdade. Este é o milagre da Vida.

LECIONÁRIO LITÚRGICO DA IGREJA DE ÉFESO


LECIONÁRIO DE CULTO DA IGREJA DE ÉFESO


PRELÚDIO – Efésios 1.1

Regente: Paulo, apóstolo de Cristo Jesus
Cultuantes= santos e fiéis em Cristo Jesus que estão em Éfeso.

A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.